Desentendimentos entre Executivo e Legislativo começam a preocupar

O governo ainda não completou três meses, mas apresenta divergências internas que Singer considera bastante graves

Nesta edição de sua coluna, o cientista político André Singer fala sobre a decisão da Câmara de aprovar, na última terça-feira (26), o Orçamento Impositivo, que retira do governo poder sobre o orçamento. Para Singer, tal fato apenas confirma o quadro de divergências do atual momento político, em que Executivo e Legislativo parecem não estar se entendendo, ainda que aquela decisão da Câmara necessite ser referendada pelo Senado.

“Essa medida cria dificuldades importantes para o governo manejar o orçamento”, diz Singer, para quem o governo – que ainda não completou três meses – desde o início pautou sua trilha sob o signo da dissensão, algo que não deixa de ser preocupante. O que se vê, por ora, é um enfraquecimento do governo, uma queda de popularidade e de credibilidade. No entanto, se a situação persistir, o quadro pode se agravar a ponto de surgirem situações não previstas na Constituição.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra do comentário.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.