[Desafios] 200 anos da Independência do Brasil

O jornalista Luiz Roberto Serrano entrevistará o diplomata e ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, o próximo titular da Cátedra José Bonifácio, fazendo uma análise do passado e as possibilidades do futuro do Brasil

 Publicado: 23/11/2021

O programa Desafios, que vai ao ar dia 24/11, às 11h, no Canal USP no Youtube, entrevistará o diplomata e ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, o próximo titular da Cátedra José Bonifácio. O tema serão os 200 anos da Independência do Brasil, uma análise do passado e as possibilidades do futuro do Brasil. O programa conta com apresentação do jornalista Luiz Roberto Serrano e com as participações do professor Pedro Dallari, do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP, e do jornalista Marcello Rollemberg, editor de Cultura do Jornal da USP.

Rubens Ricupero será o nono titular da Cátedra José Bonifácio. Foi jurista, diplomata, ministro de Estado e professor universitário. Rubens Ricupero formou-se na Faculdade de Direito da USP, em 1959, e concluiu o curso preparatório do Instituto Rio Branco, do Itamaraty, em 1960, iniciando sua carreira diplomática. Em mais de quatro décadas de serviço diplomático, foi embaixador do Brasil em Washington e Roma, representante do Brasil junto à ONU em Genebra, chefe da delegação brasileira da Rodada Uruguai do GATT e secretário-geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

Também ocupou diversos cargos no governo federal. Foi assessor dos presidentes Tancredo Neves e José Sarney, subchefe da Casa Civil e ministro da Fazenda, sendo um dos responsáveis pela implantação do Plano Real, em 1994. Também atuou na implantação do Ministério do Meio Ambiente e da Amazônia Legal, definindo como prioridades o desenvolvimento sustentável da Amazônia, a preservação da Mata Atlântica e a criação de parques e reservas ecológicos.  Atualmente é diretor da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), presidente do Conselho Editorial da Editora da Universidade de São Paulo (Edusp) e presidente honorário da Japan House e do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial.

A Cátedra José Bonifácio, criada em 2013, é uma iniciativa do Centro Ibero-Americano (Ciba), núcleo de pesquisa ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e ao Instituto de Relações Internacionais (IRI), que, com apoio financeiro do Banco Santander, convida uma personalidade do mundo ibero-americano para ministrar atividades acadêmicas na Universidade durante um ano letivo. Os catedráticos desenvolvem estudos na temática referente à sua especialidade, liderando um grupo de pesquisadores da USP de diversas áreas, previamente selecionados. No final do período, para encerrar os trabalhos, os pesquisadores produzem uma coletânea de artigos que são reunidos em um livro publicado pela Edusp. Também são realizadas conferências abertas à comunidade e, até mesmo, específicas, para docentes e discentes.

Ricupero é o nono ocupante da cátedra, que já teve como titulares o ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos (2013); o secretário-geral da Secretaria-Geral Ibero-Americana, Enrique Iglesias (2014); a escritora Nélida Piñon (2015); o ex-primeiro-ministro da Espanha, Felipe González Márquez (2016); a embaixadora do México no Brasil, Beatriz Paredes (2017); a ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla (2018); o economista Enrique García (2019-2020); e o também economista José Antonio Ocampo (2020-2021).


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.