Degradação urbana vai além de fatores ambientais

Segundo Patrícia Sanches, professora no Senac de São Paulo, aspectos econômicos e sociais também entram na equação

Degradação ambiental nas áreas urbanas – Foto: Maya Edelman / Pinterest

O programa Ambiente É o Meio desta semana conversa com a professora Patrícia Mara Sanches, do curso de pós-graduação em Arquitetura da Paisagem do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) de São Paulo, sobre degradação ambiental em áreas urbanas.

Segundo a professora, em seu livro De áreas degradadas a espaços vegetados, publicado em 2014 pela editora Senac São Paulo, as áreas urbanas degradadas possuem um conceito que vai além daquele utilizado para a degradação de ambientes naturais. “Existem alguns fatores econômicos e sociais que entram nessa equação, não são só fatores ambientais”, afirma.

Patrícia diz que, no contexto urbano, a degradação ocorre tanto na esfera ambiental, como o desmatamento, poluição e contaminação, por exemplo, quanto em áreas degradadas e negligenciadas pelo poder público e pela sociedade, como lixões e áreas industriais e de pedreiras abandonadas.

São áreas problemáticas que precisam de reabilitação, porém, diz a professora, a questão é “transformar um problema em oportunidade” ao incorporar essas áreas no sistema de espaços livres das cidades. “O livro fala de áreas degradadas a espaços vegetados, justamente para que a gente possa reabilitar esses locais e torná-los aliados em trazer grandes benefícios para a sociedade quando se transformam em áreas verdes”, conta. 

Ouça no player acima a íntegra do programa Ambiente É o Meio


Ambiente é o meio

Apresentação: Professores Marcelo Marine Pereira de Souza e José Marcelino de Resende Pinto (ambos professores da FFCLRP)
Coordenação: Rosemeire Talamone
Produção: Marcelo Marine Pereira de Souza e José Marcelino de Resende Pinto (ambos professores da FFCLRP)
Edição Geral: Cinderela Caldeira
Edição Sonora: Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana
E-mail: ouvinte@usp.br
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS .
.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.