Degradação do solo e gases de efeito estufa aumentam no mundo todo

Para Glauco Arbix, é preciso preservar os ecossistemas, porque a terra degradada é menos produtiva

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), um órgão da ONU, divulgou um relatório com dados das perdas de biodiversidade nos ecossistemas do mundo todo, inclusive no Brasil, apontando o grau de degradação do solo e o crescimento dos gases de efeito estufa.

Esse painel é extremamente rigoroso, segundo o professor Glauco Arbix. Foi assinado por cerca de 200 países. No mundo todo, mais de 5 milhões de quilômetros quadrados, uma área quase equivalente à da Austrália, foram convertidos para o uso agrícola. O relatório aponta um crescimento enorme dos gases de efeito estufa por atividades agropecuárias. “A saída não é parar as atividades agropecuárias e sim planejar de uma maneira orquestrada, reutilizando e recuperando terrenos já usados, evitar sua degradação e preservar os ecossistemas, porque a terra degradada é menos produtiva”, comenta o colunista.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Observatório da Inovação.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •