Degradação de remanescentes naturais prejudica agricultura

Interdependente da questão ambiental, agricultura afeta meio ambiente e a vida de polinizadores

 26/02/2020 - Publicado há 2 anos  Atualizado: 04/03/2020 as 9:35

O programa Ambiente É o Meio desta semana conversa com o professor Ricardo Ribeiro Rodrigues, do Departamento de Ciências Biológicas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP. Rodrigues conta que a restauração ambiental não é sinônimo de recuperar a floresta original que estava no ambiente. Diz que a iniciativa apenas resgata uma formação “com as mesmas características de funcionamento e diversidade da formação original que ocorria ali”. 

Segundo o professor, um dos fatores responsáveis pela degradação de formações naturais continua sendo a agricultura. Afirma que “a questão da produção de alimentos é interdependente da questão ambiental”, pois o impacto causado no meio ambiente afeta de forma direta a vida de polinizadores. 

O biólogo traz como exemplo produções da agricultura brasileira que precisam de polinizadores para se desenvolver, como soja, café, laranja e maracujá. Diz que insetos não ficam nas plantações, mas sim em áreas de remanescentes próximas àquela paisagem. “Se acabamos com todas as áreas naturais, acabamos com o ambiente do polinizador, diminuindo a produtividade de nossas áreas agrícolas”. 

Ouça no player acima a íntegra do programa Ambiente É o Meio.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.