Decisões recentes do governo tornam mais difícil financiamento de moradias

A PEC do congelamento dos gastos e a decisão de liberar o saque do FGTS para o trabalhador esvaziaram as fontes de financiamento de moradias

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

cab_raquel_rolnik

logo_radiousp790px.

FGTS nunca chegou à baixa renda, faixa de 0 a 3 salários mínimos, que tem maior demanda por moradia, com exceção do programa Minha Casa Minha Vida - Foto: Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)
FGTS nunca chegou à baixa renda, faixa de 0 a 3 salários mínimos, que tem maior demanda por moradia, com exceção do programa Minha Casa Minha Vida – Foto: Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)

A decisão do governo federal de liberar para saque o FGTS  tornou mais difícil utilizar os recursos desse benefício para o financiamento de moradias. A essa situação veio se acrescer a PEC do congelamento dos gastos, ou seja, não há mais fonte de financiamento para a moradia social em um momento de crise. Assunto da coluna desta semana da professora Raquel Rolnik, cujo comentário pode ser acompanhado acima.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados