Decisão de adiar independência da Catalunha só merece elogios

Marília Fiorillo louva a decisão do líder catalão, Carles Puigdemont, em adiar a declaração de independência da Catalunha

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Em sua coluna semanal, a professora Marília Fiorillo elogia a iniciativa do presidente regional da Catalunha, Carles Puigdemont, em anunciar um adiamento da declaração de independência dessa comunidade autônoma da Espanha, “contrariando a maioria das expectativas e deixando furiosos inclusive os seus seguidores”. A professora Marília entende que a decisão de adiar a consagração da independência da Catalunha deve evitar uma escalada de violência, já que o governo central, em Madri, estava prestes a intervir em Barcelona.

“Não foi uma derrota, ao contrário, foi uma postura parcimoniosa, de diálogo e, sobretudo, uma postura na qual sobressai o interesse público, isto é, evitar um confronto.” Para a colunista, trata-se de uma atitude ainda mais  louvável quando se olha para o  turbulento cenário atual, em um  mundo que se mostra cada vez mais belicoso.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados