Curso da USP ensina a investir em startups

Para Liliam Carrete, professora da FEA/USP, o mercado de startups ainda gera insegurança em investidores e o curso busca capacitar interessados 

jorusp

A recente ascensão do mercado de startups traz, ao mesmo tempo, atratividade e temor. Se por um lado investir no setor parece promissor, por outro, exatamente por se tratar de um movimento contemporâneo, não há muita base sobre como realizar uma empreitada segura. Visto isso, está sendo lançado na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP um curso para formação de investidores anjos, fundamentais para o empreendimento em startups. A professora Liliam Carrete, da FEA, e Milton Daré Júnior, investidor anjo e fundador da FEA Angels, comentam a iniciativa e o mercado de investimento em startups em entrevista ao Jornal da USP no Ar.

De acordo com Liliam, o curso surgiu visando a apoiar pessoas que tenham interesse em investir em startups, ajudando-as a decidir onde e como investir. “Esse investimento é bastante diferente do investimento em ações, portanto, o curso pretende estruturar o conhecimento e dar ferramentas para que sejam tomadas decisões inteligentes sobre esses investimentos”, afirma.

Para decidir em qual empreendimento investir é necessário avaliar, segundo Daré Júnior, o tamanho do mercado e o time desenvolvedor da startup. O investidor anjo deve priorizar mercados grandes, em que os riscos são menores, já que há muita liquidez, muito dinheiro em jogo. Também deve-se analisar “quem são as pessoas por trás da startup, quais são suas histórias, se são boas de execução, se conhecem o mercado em que estão atuando. Tem de buscar evidências de que eles podem executar o plano de ação”, aponta o fundador da FEA Angels.

A FEA Angels, uma associação de investimento anjo, nasceu há dois anos e possui cerca de 160 investidores, dos quais 85% foram formados na FEA, 10% são formados em outros institutos da USP e 5% são executivos ou empreendedores. Esses últimos se associam à rede visando a trazer para o ecossistema empreendedor suas experiências passadas. Há, além de empreendedores, profissionais de consultoria estratégica e auditoria e pessoas que trabalham em bancos, que, por atuarem com o mercado no dia a dia, podem prover informações importantes.

“A associação procura, em um mercado de alto risco, mitigar certos riscos de investimento. Há mais de R$ 1,8 milhão investidos em 12 startups. A FEA Angels trás valores para a universidade, pois [o investidor anjo] é o primeiro investidor que o empreendedor pode acessar. O aluno desenvolve na universidade seu projeto e, antes de ir ao mercado acessar o investidor maior, ele necessita sobreviver, então o anjo proporciona não só o investimento mas também uma rede de aconselhamento”, comenta Daré Júnior.

A relevância do investidor anjo para o mercado e para a sociedade está em ajudar empreendedores a validarem novas ideias. Porém, o investidor deve entender que investimentos em startups são empreitadas de longo prazo. O perfil de um investidor anjo, segundo Liliam, “são pessoas, de qualquer área, que queiram entrar nesse mundo e tenham algum capital, seja intelectual ou financeiro. O investidor pode entrar com o valor da experiência, assumindo uma posição de conselheiro”.

Daré Júnior incentiva os interessados no mercado a ingressarem tanto no curso de formação e investidor anjo quanto na FEA Angels. Para o curso, são 100 vagas disponíveis, sendo dez bolsas integrais. As aulas serão ministradas 100% on-line de setembro a novembro.

Ouça a íntegra da matéria no player acima.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP, Faculdade de Medicina e Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

 

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.