Cultivo de maconha medicinal pode ser liberado no Brasil

Se a proposta nesse sentido for aprovada, será restrita para fins terapêuticos e científicos

 

Duas propostas que têm como objetivo legalizar o cultivo da Cannabis sativa com propósitos medicinais e científicos foram aprovadas previamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e agora passam por consulta pública até o dia 19 de agosto. 

O professor Cláudio do Prado Amaral, da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP, explica que uma das resoluções pretende regulamentar o que é necessário do ponto de vista técnico e administrativo para o cultivo da planta com propósitos terapêuticos.

Já a segunda proposta visa a estabelecer os procedimentos específicos para registro e monitoramento da produção de remédios à base de cannabis e seus derivados. Amaral ainda menciona que existe um único medicamento desse tipo registrado no Brasil, o mevatyl.

Segundo o professor, a consulta pública é um recurso muito utilizado entre as agências reguladoras e, nesse caso, tem o objetivo de solucionar o difícil acesso ao uso medicinal da maconha, já que existem pacientes que muitas vezes recorrem à compra ilegal e não segura da erva. Ouça a entrevista no link acima.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.