Crítica institucional renovou a relação entre arte e museu

Martin Grossmann comenta o movimento que analisa criticamente o fazer cultural

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

A crítica institucional, que se desenvolveu a partir dos anos 60, representa uma renovação na relação entre artistas e museus. Ela é formulada por artistas que trabalham as especificidades de cada instituição para fazer a crítica delas. No Brasil, artistas como Cildo Meireles, Nelson Leirner e Regina Silveira são alguns dos representantes dessa corrente artística crítica.

Esse foi o tema da coluna do professor Martin Grossmann, Na Cultura o Centro Está em Toda Parte, que foi ao ar no dia 21 de novembro de 2018 pela Rádio USP (93,7 MHz).

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados