Critérios de noticiabilidade colocam em xeque a imparcialidade jornalística

Para Alexino Ferreira, objetividade, imparcialidade e a detenção da verdade são ideais inatingíveis para os seres humanos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A atividade jornalística se propõe a ser objetiva, imparcial e detentora da verdade. Mas isso realmente ocorre na prática? O professor Ricardo Alexino Ferreira afirma que não e enumera alguns pontos que comprovam sua tese. “Atentados promovidos pelo Boko Haram, na Nigéria, não têm o mesmo destaque dos que ocorrem na Europa”, diz o colunista.

Ele atribui isso ao que denomina critérios de noticiabilidade, que ocorre quando profissionais do jornalismo escolhem o que será ou não informação. “Assim, é possível entender que cada vez mais o jornalismo traz como narrativa a história de grupos privilegiados e sempre flertando com o poder.” Ele encerra sua coluna com a seguinte indagação: “Para que e para quem está o jornalismo brasileiro?”.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados