Crise fiscal, um problema para o governo resolver

Segundo o professor Alex Ferreira, a dívida pública brasileira é uma herança para o futuro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O assunto do professor Alex Ferreira esta semana é a crise fiscal, mais um grande desafio no leque de problemas que o Brasil tem de enfrentar. Segundo Ferreira, o último relatório de política fiscal do Banco Central mostrou que a dívida bruta do governo é da ordem de R$ 4 trilhões, valor bastante grande. Dividindo-se esses 4 trilhões de reais pela população brasileira (algo em torno de 200 milhões de pessoas), obtém-se uma dívida per capita de cerca de R$ 20 mil. É como se cada brasileiro devesse essa quantia. Por outro lado, o PIB per capita fica próximo de R$ 30 mil, o que significa que a razão dívida/PIB é de dois terços.

O colunista da Rádio USP afirma que essa dívida é uma herança para o futuro. Se ela existe, é porque, em algum momento, foram necessários recursos além daqueles que eram possíveis extrair da sociedade.

Finalmente, Alex Ferreira define os fatores que afetam a dinâmica da dívida, que são pelo menos três: superávit ou déficit primário, juros incidentes sobre a dívida bruta e renda.

Para o professor de economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP de Ribeirão Preto, os desafios são grandes a partir de agora, uma vez que as receitas são muito elásticas e as despesas, enormemente engessadas.

logo_radiousp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados