Crise de moradia é uma realidade que aflige a Espanha

Segundo a colunista Raquel Rolnik, tudo começou após a crise hipotecária de 2008, nos EUA

O mundo viveu,  há quase dez anos, um boom imobiliário, durante o qual milhares de pessoas e famílias se endividaram para comprar casas e acabaram não conseguindo pagar. Em linhas gerais, essa é a crise imobiliária vivida em 2008, cujos efeitos, segundo a colunista Raquel Rolnik, ressoam até hoje. A Espanha – principalmente Barcelona – é mais um exemplo a ilustrar essa situação. O plano lançado pelo governo daquele país, na tentativa de amenizar a crise, parece não estar surtindo o efeito desejado.

Saiba por que clicando no link acima e ouvindo, na íntegra, a coluna da professora Raquel Rolnik.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.