Criptomoedas podem proporcionar inclusão financeira

Moeda eletrônica é o tema do “USP Analisa” desta semana, que entrevista o docente da FEA-RP Jefferson Bertolai

Foto: Wikipedia Commons

Um instrumento usado para realizar pagamentos que, ao contrário das moedas e transações eletrônicas que utilizamos no dia a dia, não é gerenciado por um banco central. Essa é basicamente a definição das criptomoedas, um tipo de moeda eletrônica que o USP Analisa debate nesta semana com o docente do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP, Jefferson Donizeti Pereira Bertolai.

Ele explica que as criptomoedas estão associadas ao movimento Cyberpunk, das décadas de 80 e 90. “O surgimento desse sistema de pagamento se deu em 2008 e foi implementado computacionalmente em 2009. O intuito era utilizar criptografia e tecnologias de privacidade para proteger indivíduos frente a governos e grandes corporações.”

Segundo o docente, as criptomoedas também podem proporcionar inclusão financeira, já que o sistema bancário não oferta produtos e serviços para toda a população. “Uma parte da população é dita desbancarizada: ela não tem acesso a crédito, não tem acesso a conta corrente. Já o acesso à criptomoeda é bastante fácil, basta baixar um aplicativo no seu celular, encontrar uma pessoa que tenha criptomoeda e que queira te vender, ou até mesmo recorrer a empresas que fazem serviços de conectar quem quer comprar e quem quer vender. O celular é uma coisa mais disseminada hoje em dia do que o acesso a serviços bancários. É como se fosse, no ponto de vista da teoria econômica, um novo concorrente aos bancos.”

O programa vai ao ar pela Rádio USP nesta quarta (6), às 21h, e no domingo (10), às 11h30. O USP Analisa é uma produção conjunta da Rádio USP Ribeirão Preto (107,9 MHz) e do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.