CR7, melhor do mundo em campo e em estudos científicos

Máquinas de fazer gol, jogadores contam com uma boa preparação, treino e muita ciência, diz especialista

  • 81
  •  
  •  
  •  
  •  

Em época de Copa do Mundo, o professor Paulo Roberto Santiago traz informações sobre futebol. Na coluna desta semana, o tema é a alta eficiência das super máquinas do esporte, os jogadores de futebol. Para o professor, “a máquina mais eficiente no momento é o jogador de Portugal, Cristiano Ronaldo”.

O jogador de Portugal é dado como um exemplo pelo professor, não só por ser considerado o melhor do mundo, mas também pela importância que ele dá para a utilização de recursos científicos. Santiago explica que isso não é à toa, afinal, “para se tornar um jogador de alto nível, é necessário, além de muito treino, também uma boa relação com a ciência”.    

Durante o ano de 2016, Ronaldo participou de diversas pesquisas em um laboratório de biomecânica, onde foi estudada a performance do jogador.  “A velocidade de corrida do português está acima de muitos corredores profissionais de velocidade. Uma excelente capacidade de finalização e chute com potência, ou seja, força muscular e potência como principais características, somadas à impulsão e alta capacidade de salto”, diz o professor ao analisar os dados da pesquisa. Ouça, no link acima, a íntegra da coluna do professor Paulo Santiago.

  • 81
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados