Corpo e cérebro precisam ser estimulados também na velhice

Atividades físicas e exercícios para a mente são importantes para preservar atividades cognitivas, habilidades motoras e memória

  • 492
  •  
  •  
  •  
  •  

O envelhecimento é um fenômeno natural e inevitável, todos estão sujeitos a passar pelo processo de desgaste do corpo e da mente. Mas a população, de forma geral, está vivendo mais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, até 2050, o número de pessoas com mais de 60 anos pode chegar a 2 bilhões, representando um quinto da população mundial.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

No Brasil, a população idosa cresceu 18,8% entre 2012 e 2017. E as previsões são de que, em 2060, 25% dos brasileiros sejam da terceira idade. Carla da Silva Santana Castro, professora de Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, fala que isso é possível porque as pessoas foram beneficiadas pelo avanço na área da saúde, educação e tecnologia.

Segundo a professora, para preservar as condições motoras e estimular o cérebro, é necessário que as pessoas se mantenham engajadas em atividades físicas e exercícios que exijam atenção, concentração e tomada de decisão.

Pensando nisso, projeto com aulas de canto e piano desenvolvido na USP de Ribeirão Preto procura trazer esses benefícios para adultos mais velhos e os idosos. As informações completas podem ser visualizadas aqui.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 492
  •  
  •  
  •  
  •