Copérnico tira Terra do centro e mostra que nem tudo que parece é

Cientista foi pioneiro ao defender a ideia do heliocentrismo, que ia contra o senso comum

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Astrônomo Copérnico: Conversa com Deus, por Jan Matejko – Imagem: Wikimedia Commons

Para o astrofísico João Steiner, o polonês Nicolau Copérnico está entre os gênios da astronomia moderna. A principal razão foi ele ter desenvolvido o sistema heliocêntrico, propondo que não seria a Terra o centro do sistema de planetas, mas sim o Sol. Essa ideia ia contra o senso comum, já que quando o Sol era observado nascendo no leste e se pondo no oeste, intuitivamente se concluía que ele estava girando em torno da Terra. Mas não só por isso – a visão religiosa da época era tendenciosa ao colocar a Terra e, consequentemente, o homem, no centro da criação divina.  Assim, o modelo geocêntrico, atribuído a Aristóteles, ficou por muito tempo sem ser contestado.

 O professor João Steiner, em sua coluna na Rádio USP, retoma esta história ainda tão fundamental para a ciência. Ouça “Entender Estrelas”, no áudio acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados