Construção civil foi o único setor que não se recuperou da crise

Infraestrutura lenta e contas problemáticas do governo prejudicam o setor

Na coluna Reflexão Econômica desta semana, o professor Luciano Nakabashi destaca que a construção civil foi o único setor que não se recuperou da crise econômica. Para o professor, o segmento sofre principalmente por problemas estruturais no governo brasileiro. “É o último setor que não apresentou recuperação, todos os outros vêm criando empregos, porém, a construção continua com índices negativos.”

O colunista também explica os motivos do setor sofrer mais que os outros. “O investimento em infraestrutura no País está lento com as investigações da Lava Jato e também as contas problemáticas do governo, devido ao excesso de gasto.” Além disso, Nakabashi ainda explica que a construção é um ramo lento, em função do alto investimento para pessoas físicas, e as empresas sofrem, pois o retorno acontece a longo prazo.

O professor lembra que as eleições também são um fator que impacta a recuperação da economia como um todo. “São questões mais fundamentais do que as reformas que foram paralisadas, poderíamos estar crescendo 3% ou 4%, porém, vamos ficar só em 2%.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Reflexão Econômica.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.