Conselho Federal de Medicina regulamenta atendimento médico on-line

As consultas podem incluir telediagnóstico, telemonitoramento e até mesmo telecirurgia

Por
Foto: Wikimedia Commons

A tecnologia faz parte do cotidiano e tem sido incorporada pelas profissões, inclusive na medicina. Com o intuito de integrar o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) com pacientes que sofrem com a falta de profissionais e de infraestrutura adequada, foi publicada a nova Resolução 2.227/18 do Conselho Federal de Medicina (CFM).

A Resolução regulamenta a prática das consultas on-line, que inclui o telediagnóstico, telemonitoramento e telecirurgia. Segundo Paulo Mazzoncini, professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, a ferramenta, utilizada de forma adequada, é um instrumento a mais que pode ser utilizado pelos médicos.

Segundo o professor, esse mecanismo não substitui a consulta presencial, mas pode melhorar a situação de pacientes que precisam ser acompanhados regularmente.

Ouça no link acima.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.