Conheça quais são os principais efeitos colaterais dos antipsicóticos

Esses medicamentos podem causar ansiedade e dificuldade para permanecer imóvel

O boletim Pílula Farmacêutica desta edição explica quais são as contraindicações e efeitos colaterais dos medicamentos antipsicóticos.

Esses remédios são indicados no tratamento da esquizofrenia, transtornos delirantes, crises de mania com sintomas psicóticos ou agitação, entre outros problemas.

Os antipsicóticos tradicionais de baixa potência e a clozapina devem ser evitados quando o paciente apresenta doença cardiovascular grave e em transtornos convulsivos. Em pacientes idosos, é preciso evitar os antipsicóticos tradicionais, pois causam problemas cardiocirculatórios e cognitivos.

Os efeitos colaterais que mais se destacam nesses medicamentos são os extrapiramidais, que se resumem em acatisia (inquietação subjetiva motora). Consiste na sensação subjetiva de inquietude motora, ansiedade, incapacidade para relaxar e dificuldade de permanecer imóvel.

O boletim é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana.

Ouça no player acima a íntegra do boletim Pílula Farmacêutica.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.