Conceito de “mura” integra e dá coesão à sociedade japonesa

Martin Grossmann analisa essa noção que impregna a vida dos japoneses, sem ser explícita

O professor Martin Grossmann, que está em Tóquio, realizando pesquisas sobre museus – sua especialidade acadêmica -, gravou sua coluna desta semana no dia exato em que o tufão Hagibis passou sobre a capital do Japão.

Em meio a essa situação angustiante, Grossmann notou “uma certa tranquilidade” nos habitantes de Tóquio. Ele atribuiu esse comportamento à noção de mura, que impregna a vida dos japoneses, sem estar explicitamente evidente. Segundo o professor, o mura – que tem origem nas atividades agrícolas das comunidades orientais, desenvolvidas há séculos – inclui a ideia de pertencimento a uma coletividade, que dá coesão e segurança aos seus membros. “No mura, o que vem em primeiro lugar é o grupo, e em segundo os indivíduos, nunca o contrário.”

Para Grossmann, a noção de mura seria útil à sociedade brasileira, principalmente nesta época de “polarização e fragmentação de um sentido de nação”

Ouça no link acima a íntegra da coluna Na Cultura, o Centro está em toda Parte.


Na Cultura, o Centro está em Toda Parte
A coluna Na Cultura o Centro está em Toda Parte, com o professor Martin Grossmann, vai ao ar toda quarta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •