Competição de conhecimentos abre as portas da Universidade

Objetivo é ajudar no ingresso dos cursos de graduação da USP e melhorar o desempenho dos alunos nas disciplinas

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

Os jovens de escolas públicas do Estado de São Paulo podem contar com o apoio da USP em sua preparação para o vestibular. Basta se inscrever na Competição USP de Conhecimentos (Cuco) até dia 12 de abril neste link. A iniciativa integra o Vem pra USP!, uma parceria entre a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, a Universidade e a Fuvest para incentivar os estudantes da rede pública de ensino paulista a ingressar nos cursos de graduação e, ao mesmo tempo, estimulá-los a melhorar o desempenho nas disciplinas que compõem o conteúdo programático dos processos seletivos de acesso ao ensino superior.

A primeira fase da competição é on-line, com testes de múltipla escolha sobre língua portuguesa, conhecimentos gerais, ciências e matemática. Aqueles com melhor desempenho avançam para a segunda fase, que é presencial. O conteúdo inclui testes de português, matemática, ciências e atualidades. Os mais bem classificados dos três anos do ensino médio e técnico recebem prêmios. Entre eles estão monitoria de matemática pela internet com universitários uspianos e, para alunos do 3º ano, a isenção da taxa do vestibular da USP.

“A Universidade busca maneiras de envolver mais o aluno do ensino estadual consigo. Mostrar quais os benefícios de estar nesse ambiente”, diz o diretor da Fuvest, Renato Freire, em entrevista ao Jornal da USP no Ar. A Cuco atinge alunos de 2 mil escolas e planeja chegar a muito mais. Os professores que incentivam um bom número de estudantes a inscreverem-se na competição também recebem vantagens, como workshops oferecidos pela Comissão de Graduação (COG).

O plano é envolver a USP na capacitação desses jovens desde o início do ensino médio, explica o professor. Cada um dos anos tem uma prova específica para o seu nível de estudo. Porém, linguajar, conteúdo, formulário de inscrição e demais detalhes da Fuvest estão todos lá. O aluno vive o ambiente do maior vestibular do País (120 mil inscritos na edição 2019), logo que possível. Além disso, há um suporte técnico e material proporcionado pelo oferecimento de materiais didáticos e cursos.

A USP vem adaptando seu processo seletivo nos últimos anos. Adotou ações afirmativas, dedicando 37% das vagas aos alunos da rede pública na prova de 2018. A meta é alcançar 50% no ano de 2021. Fora que, no último vestibular, houve uma mudança da configuração da segunda fase (em vez de três dias, foram dois, eliminado o teste de conhecimentos gerais). “Qualquer mudança da Fuvest é aplicada de maneira escalada”, garante Freire. O concorrente não deve temer essas mudanças, deve focar-se na sua preparação, argumenta. “E qualquer alteração para as próximas edições deve ser menos brusca do que nas últimas”, completou.

O diretor ainda lembra que existe um vídeo de divulgação acerca das experiências de alunos que participaram da Cuco e ingressaram na USP (em diversos cursos, de engenharia à medicina). “A experiência com a prova e com a Universidade é imprescindível. A tranquilidade proporciona ao vestibulando a chance de desenvolver todo o seu potencial”, finaliza.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados