Como os genes dos nossos pais se misturam e surgem novas mutações

Mayana Zatz fala de estudo que investigou o papel da evolução de processos de recombinação da herança materna e paterna e do surgimento de novas mutações

Nesta edição de Decodificando o DNA, a professora Mayana Zatz aborda um trabalho divulgado na revista Science, que publicou o primeiro mapa do genoma humano com foco em fenômenos que são chave para a evolução. Um deles é a recombinação entre os cromossomos maternos e paternos, quer dizer, como ocorre a mistura de genes entre os progenitores, que explica por que não somos cópias genéticas só do nosso pai ou da nossa mãe. Outro aspecto investigado foi a frequência de mutações novas, que não estavam presentes nos pais. Apesar dessas mutações já terem contribuído muito para a evolução da espécie humana, hoje constituem a causa principal de doenças genéticas raras em crianças.

Clique no áudio acima para ouvir a professora do Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da USP.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 1,7K
  •  
  •  
  •  
  •