Como medir o retorno do investimento em pesquisa científica

Responsabilidade dos cientistas é divulgar indicadores confiáveis do retorno produzido a partir dos recursos investidos

  • 157
  •  
  •  
  •  
  •  

O financiamento da ciência, assunto que tem preocupado muito os cientistas brasileiros e tem motivado várias mobilizações, é o tema da coluna Ciência e Cientistas. “A investigação da natureza requer, muitas vezes, importantes recursos financeiros e é normal que a sociedade questione o retorno dos investimentos”, afirma o físico Paulo Nussenzveig.

“Em tempos de crise econômica, em nosso país, quase sempre há fortes reduções das verbas destinadas à pesquisa, especialmente se não visar  a aplicações imediatas”, diz Nussenzveig. “Discussões como essa não são exclusividade brasileira. No auge da crise financeira mundial de 2008, países do Hemisfério Norte questionaram os retornos que podem ser esperados de investimentos em ciência.”

O físico observa que agências de fomento brasileiras também conduzem avaliações dos projetos que financiam, e no Estado de São Paulo a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) serve de modelo para agências internacionais. “Como mencionado no editorial da Nature em 2010, cientistas devem se manifestar como cientistas no debate público sobre financiamento à ciência”, ressalta. “É nossa responsabilidade divulgar indicadores confiáveis do retorno que produzimos a partir dos recursos investidos.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Ciência e Cientistas.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 157
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados