Como a engenharia pode contribuir com estratégias voltadas à sociedade

Esse será um dos temas em debate durante o primeiro encontro de extensão da Poli, nesta segunda-feira, sobre o qual fala o professor Wilson Iramina

 22/10/2021 - Publicado há 1 mês  Atualizado: 28/10/2021 as 14:19
O ventilador pulmonar Inspire, para tratar pacientes com covid-19, é  fruto de parceria entre a Escola Politécnica e a Escola de Engenharia da Marinha – Foto: Erika Yamamoto

A Escola Politécnica da USP vai debater, em seu primeiro encontro de extensão,  o papel da engenharia na criação de estratégias voltadas à sociedade, em evento que vai acontecer nesta segunda-feira (25), a partir das 14h00, em formato totalmente online e com transmissão via youtube. De acordo com o professor Wilson Iramina, da Poli, esse evento surgiu a partir de discussões ocorridas durante o processo de avaliação para progressão da carreira dos docentes, ao mesmo tempo em que se buscava valorizar as atividades de extensão universitária e mostrar para a sociedade como a USP e a Poli “estão trabalhando para que o conhecimento possa chegar à sociedade”. O Inspire – respirador de baixo custo desenvolvido em parceria pela Poli durante a crise de covid-19 e gerado durante um projeto de extensão  – é um exemplo desse diálogo entre a Universidade e a sociedade. Além desse, Iramina destaca um estudo sobre a eficiência das máscaras como barreira para evitar o contágio pelo coronavírus. Mas é claro que existem muitos outros projetos já concluídos, assim como estudos atualmente em desenvolvimento.

A engenharia enfrenta hoje muitos desafios, que exigem interdisciplinaridade, a integração com outras áreas do conhecimento humano e o desenvolvimento de outras habilidades pelo profissional, a fim de que possa se adequar ao perfil que a sociedade busca. “E também ele precisa complementar a sua formação em outras áreas, como, por exemplo, Humanidades, porque isso vai fazer parte da formação do engenheiro como cidadão”, observa Iramina.

O evento A engenharia na academia e a formação do engenheiro destina-se não só a professores, alunos de graduação e pós-graduação da Escola Politécnica, mas também ao público em geral. “Já que é um evento de extensão, a gente precisa compartilhar isso também”, diz Iramina. Mas ele lembra que esse é apenas o primeiro encontro de outros que virão. A abertura ficará por conta de Luiz Bevilacqua – atual professor emérito da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), que também ocupou os cargos de presidente da Agência Espacial Brasileira e secretário-geral do Ministério da Ciência e Tecnologia -, após a qual o evento prosseguirá com dois painéis com temáticas específicas. Outras informações podem ser obtidas no site da Escola Politécnica.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 

 

 

 

 

 

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.