Com aumento de apartamentos compactos, cidades devem investir em espaços coletivos

Para Nabil Bonduki, aumento no número de apartamentos menores e sem garagem mostra uma mudança no “espaço de morar” que a população está usando

Nesta edição,  o arquiteto e urbanista Nabil Bonduki, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, comenta a nova realidade imobiliária que envolve os chamados apartamentos compactos, cada vez mais comuns em bairros centrais da cidade de São Paulo.

O professor, que fundamenta suas observações em dados que analisam os cinco anos desde a implantação do Plano Diretor Estratégico de São Paulo – conjunto de regras que determina como será o crescimento da cidade até 2029 -, afirma que, neste período, “nós tivemos um número muito significativo de apartamentos menores, 81% dos apartamentos têm menos de 70 metros quadrados, sendo que 28% do total têm menos de 35 metros quadrados”.

Para o especialista, isso mostra uma mudança no perfil do que a população está utilizando como “espaço de morar”. De acordo com ele, as consequências dessas transformações nos modos de vida ampliam a importância e a necessidade de espaços coletivos de convivência.

“Isso precisa levar a mudanças nas políticas públicas, principalmente na disponibilização de mais espaços coletivos, por exemplo, praças, parques, centros culturais e outros espaços onde as famílias possam estender a sua moradia para atividades específicas”, defende Bonduki.

Ouça mais no áudio acima da coluna Cotidiano na Metrópole.


Cotidiano na Metrópole
A coluna Cotidiano na Metrópole, com o professor Nabil Bonduki, vai ao ar toda terça-feira às 9h30, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.