Colunista explica relação entre economia e criminalidade

Segundo Luciano Nakabashi, a desigualdade de renda é um fator que estimula a criminalidade

Na coluna “Reflexão Econômica” desta semana, o professor Luciano Nakabashi fala sobre economia e criminalidade. Além de ambiente, estrutura familiar e questão cultural, o custo/benefício também influencia a ação de uma atividade ilícita. Como, por exemplo, os custos penais, financeiros e de oportunidade. Segundo o professor, entre os estimulantes para a criminalidade estão a desigualdade de renda e o funcionamento das leis no Brasil. No Estado de São Paulo, entre 2001 e 2015, houve uma redução de cerca de 25% na taxa de homicídio. Mas há variáveis no País – a Região Nordeste, por exemplo, teve aumento. Ouça no link acima a íntegra da coluna do professor Luciano Nakabashi.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.