Colunista explica dificuldades para exploração da energia geotérmica

Goldemberg comenta dados do Banco Mundial de que esse tipo de energia tem potencial global de exploração entre 70 e 80 gigawatts

 20/10/2017 - Publicado há 4 anos  Atualizado: 23/10/2017 as 7:46

Em sua coluna semanal para a Rádio USP, o professor José Goldemberg fala sobre a dificuldade de exploração da energia geotérmica – apenas 15% dessas reservas conhecidas em todo o planeta são efetivamente exploradas. O cientista explica que a dificuldade de sua exploração reside no fato de que a energia geotérmica só é gerada onde existe atividade vulcânica intensa, o que, de cara, já exclui o Brasil.

Trata-se de um problema que não pode ser resolvido à custa da tecnologia, uma vez que tem a ver com as características geográficas de determinados lugares. Países da América Central e a Islândia, por exemplo, possuem a capacidade de gerar energia geotérmica. De todo modo, segundo Goldemberg, embora seja viável de um ponto de vista econômico, estamos falando de um tipo de energia não tão fácil de usar, além de caro no que se refere à tecnologia necessária para sua exploração.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.