Raquel Rolnik critica posição do MPF na questão das moradias populares

Para colunista, o Ministério Público Federal faz uma leitura equivocada dos critérios adotados pelas cooperativas autogeridas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

logo_radiousp_790px
.

Programa Minha Casa Minha Vida - Foto: Wikimedia Commons
Programa Minha Casa Minha Vida – Foto: Wikimedia Commons

O Ministério Público Federal (MPF) contesta os critérios hoje utilizados pelas entidades que promovem moradias dentro do programa Minha Casa, Minha Vida, tema sobre o qual se debruça a professora Raquel Rolnik, que critica a posição do MPF. O alvo do Ministério são as cooperativas autogeridas, que têm suas próprias regras na hora de distribuir as unidades habitacionais.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •