Colunista critica criação de fundo imobiliário com terras públicas

Segundo Raquel Rolnik, a medida vai na contramão do que está sendo feito hoje no mundo todo

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

O governo federal acaba de editar uma Medida Provisória que, entre outras ações, permite que a Secretaria de Patrimônio da União contrate uma instituição financeira privada para criar e gerir um fundo imobiliário com seus imóveis. Em sua coluna semanal para a Rádio USP, a professora Raquel Rolnik critica a iniciativa, por considerá-la danosa aos bens públicos. “O que ela faz é transformar as terras públicas em ativos financeiros”, o que vai na contramão das necessidades das cidades e até mesmo do debate internacional que ocorre hoje, em todo o mundo, sobre o tema. Acompanhe o comentário, na íntegra, pelo link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados