Colunista comenta crise entre dono da Amazon e tabloide americano

Carlos Eduardo Lins da Silva analisa o comportamento do “Washington Post” diante da crise de imagem de seu proprietário, Jeff Bezos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A tensão entre um tabloide americano e Jeff Bezos – dono da Amazon e do jornal Washington Post – é o tema da coluna Horizontes do Jornalismo de hoje. O caso tem repercutido fortemente nos Estados Unidos devido à importância do empresário e sua liderança sobre um jornal abertamente crítico ao presidente.

O National Enquirer, tabloide tradicionalmente ligado ao presidente Trump, publicou neste mês que Bezos estava se separando de sua esposa, com quem era casado há 25 anos. O casal confirmou o divórcio. A bomba veio quando Bezos declarou em suas redes sociais que era vítima de chantagem e extorsão pelo Enquirer. O veículo ameaçava publicar fotos íntimas dele com sua amante.

Mas como o Washington Post lidou com a crise de seu proprietário? Para Lins da Silva, o veículo tem contornado a crise de forma exemplar. “A impressão que passa é que o jornal manteve total independência. Publicou uma análise muito crítica de como esse episódio pode abalar os negócios de Jeff Bezos, inclusive a Amazon.”

Para entender melhor o assunto, ouça na íntegra a coluna Horizontes do Jornalismo.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •