Colunista comenta criação de túnel entre a Estação da Luz e a Sala São Paulo

A intenção é evitar o contato entre as pessoas que frequentam a sala e os dependentes químicos que ocupam a região

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Ouça na íntegra a coluna “Cidade para Todos” da professora Raquel Rolnik:

logo_radiousp

 

 

A região que circunda a Sala São Paulo (importante recinto de apresentações artísticas) na Luz foi “apelidada”, de maneira pejorativa, de cracolândia. Para evitar que as pessoas que frequentam a sala entrem em contato com os dependentes químicos, o governo do Estado está analisando um projeto – criado pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) – de construção de um túnel que liga a histórica estação da Luz diretamente à sala.

Para a professora Raquel Rolnik, esta medida é inócua pois não resolve o problema, somente o maquia. A questão da dependência química deve ser tratada como um problema de saúde pública e a construção desse túnel demonstra que o governo estadual ignora essa problemática.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados