Canção de Caetano retrata espaço artificial do aterro do Flamengo

“O céu vai longe do Outeiro; O céu vai longe da Glória; O céu vai longe suspenso; Em luzes de luas mortas; Luzes de uma nova aurora” (trecho de “Paisagem Útil”, de Caetano Veloso)

 03/11/2016 - Publicado há 5 anos  Atualizado: 31/03/2017 as 19:19

cab_wisnik

logo_radiousp_790px
.

Vista aérea do Aterro do Flamengo - Foto: Wikimedia Commons
Vista aérea do Aterro do Flamengo – Foto: Wikimedia Commons

A partir da canção Paisagem Útil, de Caetano Veloso, cujo tema é o Aterro do Flamengo, Guilherme Wisnik faz uma breve análise sobre a utilidade do espaço urbano. “É uma canção muito pioneira no olhar sobre esse tipo de espaço técnico e artificial”, que é o aterro do Flamengo, onde “despontam os postes de iluminação altíssimos projetados por Lota Macedo Soares”, um dos pontos altos do local.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.