Colunista aponta ideias do século 19 que imperam hoje

O professor Luli Radfahrer explica de que maneira o taylorismo, o comunismo e o darwinismo se expressam no mundo atual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um operário na Tabor Company, uma empresa onde a teoria de Frederick Taylor foi aplicada na prática, por volta de 1905 - Foto: Wikimedia Commons
Um operário na Tabor Company, uma empresa onde a teoria de Frederick Taylor foi aplicada na prática, por volta de 1905 – Foto: Wikimedia Commons

Na coluna “Datacracia” desta semana, o professor Luli Radfahrer aponta que três ideias difundidas no século 19 estão sendo retomadas neste século: comunismo, taylorismo e darwinismo.

O taylorismo era um modelo administrativo empregado em fábricas durante o centenário retrasado a fim de aumentar a produtividade. O professor acredita que a ideia de que tudo deve ser analisado quanto à eficiência vem sendo empregada no mundo atual, mas ressalta a problemática de mensurar tudo de acordo com esse referencial único.

O comunismo surgiu como uma uma alternativa ao capitalismo que vigorava à época, denunciando a exploração imposta pelo capital. Radfahrer aponta, no entanto, que o comunismo virtual (ou os produtos gratuitos disponíveis na internet) é extremamente prejudicial aos criadores de conteúdo.

O darwinismo foi a teoria evolutiva elaborada pelo naturalista britânico Charles Darwin. Segundo Radfahrer, a sobrevivência dos mais aptos funciona perfeitamente no mundo animal, mas não tem aplicabilidade no universo empresarial.

Ouça a coluna completa:

logo_radiousp

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados