Colunista analisa papel da imprensa nos governos Bolsonaro e Trump

“A imprensa dá destaque excessivo a assuntos que não são de interesse público e para a democracia”, declara o colunista

O professor Carlos Eduardo Lins da Silva analisa, nesta edição, a posição do presidente Jair Bolsonaro em relação à imprensa, nestes cinco meses de mandato. “O Bolsonaro segue com alguma fidelidade a linha que o presidente Trump sempre adotou em relação à imprensa independente.”

Lins da Silva comenta que tanto Trump quanto Bolsonaro usam a imprensa como um dos seus inimigos, para poder mobilizar a sua base de modo a torná-la mais fiel e mais ativa aos movimentos que esses presidentes fazem do ponto de vista político.

“A imprensa também tem seus problemas”, afirma o professor. “O público hoje em dia está mais cético do que nunca. A imprensa não tem feito um bom trabalho e nem provado ao público que tem feito um bom trabalho. Quando ela erra, não reconhece o erro. Muitas vezes deixa de cobrir o que é mais importante para cobrir o superficial. Dá um destaque excessivo a declarações dos dois presidentes e seus aliados a respeito de assuntos que não são fundamentais para o interesse público e para a democracia.”

Ouça no player acima a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.