Colunista analisa decisão do STF sobre rever sentenças da Lava Jato

“Isso pode provocar revisões em uma série de processos, inclusive um referente ao ex-presidente Lula, no caso do sítio em Atibaia”, comenta André Singer

O Supremo Tribunal Federal (STF) terminou ontem (2) o julgamento que interfere em sentenças da Operação Lava Jato. Os magistrados chegaram a um acordo segundo o qual, durante um processo, os réus que são alvo de delações devem ser os últimos a se pronunciar, a fim de garantir o amplo direito de defesa. Falta ainda o STF definir a regra que estabelecerá quais casos precisarão ter as sentenças revistas.

Nesta edição de sua coluna, o cientista político André Singer analisa os aspectos jurídicos e políticos dessa decisão, e como ela afeta a atual situação do ex-presidente Lula. “A situação de Lula está mudando. Não é uma reviravolta, ainda, mas percebo cada vez mais pessoas – até mesmo as que não têm simpatia por Lula – afirmando que é necessária uma revisão de sua situação e seu processo na Lava Jato”, afirma Singer.

Ouça, no player acima, a íntegra da coluna Poder e Contrapoder.


Poder e Contrapoder
AA coluna Poder e Contrapoder, com o professor André Singer, vai ao ar toda quinta-feira às 9h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •