Cinema negro: filmes feitos por negros e com temática negra

Dois cineastas estão nessa categoria e merecem destaque

 22/05/2018 - Publicado há 4 anos

O americano Spike Lee foi indicado ao Oscar, em 1989, pelo filme Faça a Coisa Certa, e o brasileiro Joel Zito Araújo ganhou diversos prêmios com A Negação do Brasil e Raça e outras obras.

Segundo o professor Ricardo Alexino Ferreira, da coluna Diversidades, o Cinema Negro é um gênero que se refere a filmes que abordam o cotidiano negro: as suas afirmações e contradições.

Ele cita os diretores símbolos desse gênero, Spike Lee e Joel Zito Araújo, porque considera que os dois têm muita coisa em comum, além da formação acadêmica aprimorada. Spike Lee é mestre e professor da Universidade de Nova York e Joel Zito é doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. As obras dos dois servem de reflexão social.

O filme Pantera Negra, de Ryan Coogler, não está na categoria de Cinema Negro, segundo o professor Alexino. “Pantera Negra é um filme carregado de violência e ideologia de guerra norte-americana, apesar de ter mais de 90% de atores e atrizes negros. É um filme que fala muito mais dos interesses e da ideologia do mundo branco do que propriamente dos negros”, diz ele.

Ouça a coluna na íntegra no áudio acima.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.