Cigarros eletrônicos aumentam risco de AVC

Estudo relata que a taxa de infartos e AVC é maior em pessoas que fazem uso regular de cigarros eletrônicos do que naquelas que não fumam

  • 186
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Minuto do Cérebro desta semana, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre estudo apresentado no Congresso Americano de AVC, há algumas semanas, no Hawai, Estados Unidos, que constatou os riscos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) em pessoas que usam cigarro eletrônico.

A pesquisa foi baseada em inquérito epidemiológico com dados do CDC Americano (Centers for Disease Control and Prevention). Segundo o professor, foram avaliadas mais de 400 mil pessoas e comparados os desfechos clínicos como infarto e AVC nos grupos de pacientes que faziam e não faziam o uso de tabaco.  

Segundo Pontes Neto, foi observado que a taxa de infartos e AVC era maior no grupo que fazia uso regularmente de cigarros eletrônicos do que naqueles que não fumavam. Os dados fortalecem a evidência de que esse tipo de cigarro não é totalmente seguro. Ele aconselha quem está usando cigarro eletrônico a tentar parar de fumar, porque seu uso está associado a riscos e desfechos cardiovasculares.
  
Ouça acima na íntegra a coluna Minuto do Cérebro.  

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 186
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados