Cidade de São Paulo registra aumento nos casos de hepatite A

Doença é transmitida por meio da ingestão de água e alimentos contaminados com materiais fecais

 11/10/2017 - Publicado há 4 anos  Atualizado: 20/10/2017 as 8:46

De acordo com os dados da Secretaria Municipal da Saúde, foram registrados, até o dia 16 de setembro, 517 casos de hepatite A na cidade de São Paulo. A diferença em relação ao mesmo período do ano passado preocupa: apenas 54 registros.

Os postos de saúde realizam a vacinação contra a moléstia apenas em caso de surto – Foto: Evandro Oliveira / PMPA via Fotos Públicas

Em entrevista à Rádio USP, a infectologista do Hospital das Clínicas, Maria Claudia Stockler, explica a forma de transmissão da doença, os seus sintomas e tratamentos. O termo hepatite se refere a qualquer lesão nas células do fígado, afirma Maria Claudia.

A hepatite A, assim como a B e a C – mais comuns na população – , é viral. A doença acomete aqueles que ingerem água e alimentos contaminados com materiais fecais; por isso, a doutora reafirma a importância do saneamento básico.

Os postos de saúde realizam a vacinação contra a moléstia apenas para aqueles que possuem alguma doença crônica ou em caso de surto, situação pela qual a cidade de São Paulo está passando. Para entender mais sobre a hepatite A, ouça o áudio acima.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.