Cateterismo cerebral é só para AVC isquêmico

Técnica aprovada pela Anvisa deve ser aplicada nas primeiras horas dos sintomas do AVC isquêmico

Para tratar vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico, pesquisadores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP implementaram a trombectomia mecânica, popularmente conhecida como cateterismo cerebral.

Foto: Reprodução

Vários pacientes que sofrem sequelas do AVC procuraram os centros de saúde nos últimos dias com a repercussão da técnica nos veículos de comunicação, em função de artigos científicos publicados em revistas internacionais. As notícias trouxeram informações sobre a eficácia da trombectomia mecânica na restauração de artérias entupidas por coágulos de grande porte.

Essas pessoas têm a esperança de se beneficiar da técnica para uma completa reabilitação, mas o professor Octávio Pontes Neto, coordenador da Rede Nacional de Pesquisas em AVC, explica que a trombectomia mecânica só é indicada para o AVC isquêmico, quando os pacientes têm grandes coágulos, que não se dissolvem somente com trombolítico, e deve ser aplicada até as primeiras 24 horas dos primeiros sintomas, ou seja, deve ser usada na fase aguda da doença.

Ouça a entrevista no link acima.

 

jorusp

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 85
  •  
  •  
  •  
  •