Catalunha quer independência por meio de um “não referendo”

Para Marília Fiorillo, “o que mais impressiona é a ferrenha disposição em não dialogar”

Professora da Escola de Comunicações e Artes da USP, Marília Fiorillo discorre sobre a Catalunha e o “não referendo” a respeito da independência da Espanha. A consulta, cita a especialista, “contou, a duras penas, com 42,3% de participação de um total de mais de 5 milhões de eleitores”.

“Vamos discutir o mérito da questão como não fez a União Europeia”, propõe Marília. “A brutalidade da repressão só vai incendiar os ânimos separatistas.”

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •