Cannabis pode agir no tratamento doenças crônicas e autismo

Pesquisadores discutem uso, abuso e efeitos terapêuticos da Cannabis e canabinoides

 25/07/2018 - Publicado há 4 anos  Atualizado: 03/12/2019 as 15:07
Por

A Cannabis, popularmente conhecida como maconha, tem sido cogitada nas últimas décadas como tratamento para várias doenças, de dores crônicas ao autismo. Dessa substância é possível retirar mais de 400 compostos; os principais são o Tetra-Hidrocanabinol, conhecido como THC, responsável pelos efeitos psicoativos e neurotóxicos, e o Canabidiol, ou CBD, que possui diversas possibilidades terapêuticas e até efeitos protetores contra os danos do próprio THC.

O professor Antônio Waldo Zuardi, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP explica que os canabinoides são mais de 80 substâncias que existem na Cannabis, e fala da inauguração da sede física do Centro de Pesquisa de Canabidiol da FMRP.

Já o professor Cláudio do Prado Amaral, da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP, destaca que a venda desautorizada dos canabinoides é crime, entretanto, para aplicações medicinais comprovadas, pode ser usada sem ser considerada infração.

A Cannabis e os canabinoides são também temas de simpósio promovido pela Liga Acadêmica de Psiquiatria da FMRP, que discute o uso, abuso e efeitos terapêuticos das substâncias. Mais informações sobre o evento neste link.

Ouça a entrevista no player acima.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.