Campanha Janeiro Branco chama a atenção para a saúde mental

Leila Tardivo, professora do Instituto de Psicologia, exemplifica as diversas situações de desafio da saúde mental

  • 42
  •  
  •  
  •  
  •  
Cartaz da campanha Janeiro Branco – Ilustração: janeirobranco.org

 Já não é incomum uma campanha ligada à saúde ser ampliada e mais discutida em meses específicos. Atrelado aos meses, adicionam-se cores, que trazem toda uma simbologia por trás. Janeiro tem “três cores”: roxo, que fala sobre a hanseníase; verde, sobre câncer de colo de útero; e branco, que alerta sobre cuidados para a saúde mental.

Nesta matéria, falaremos do Janeiro Branco. Quem explica sobre os dilemas da saúde mental, dá dicas e fala da importância de cuidar da mente é a professora Leila Cury Tardivo, do Instituto de Psicologia da USP.

Dentre as dicas que oferece, está a busca por mais informações e a procura de ajuda em unidades básicas de saúde, centro clínicos especializados ou universitários. Confira detalhes no áudio acima.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 42
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados