Campanha do HC busca diagnóstico precoce de câncer de pele

Daniel Gonçalves reforça que, em casos diagnosticados precocemente, as chances de tratamento e cura alcançam 90%

jorusp

Com a proximidade do verão, intensifica-se a necessidade de cuidados para evitar a exposição aos raios solares e prevenir o câncer de pele. O número de casos tem aumentado a cada ano e, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), 30% de todos os tumores malignos diagnosticados no Brasil correspondem ao câncer de pele. Daniel Luiz Marques Gonçalves, dermatologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, falou ao Jornal da USP no Ar sobre formas de identificar o problema, tratamento e prevenção.

Deve-se estar atento aos sinais do corpo, como surgimento de pintas, manchas, lesões pigmentadas nas mãos e pés, feridas que não cicatrizam, entre outros. Caso apresente tais sintomas, é necessário consultar um médico dermatologista. No entanto, Daniel Gonçalves reforça que o mais importante é manter a proteção durante todo o ano, não apenas ao frequentar praias ou piscinas, usando desde protetores solares até roupas especiais, bonés, chapéus e óculos.

A queimadura imediata é tida como o menor dos problemas, o principal é a radiação ultravioleta (UV) recebida ao longo da vida, que começa a apresentar sinais crônicos a partir de 40 anos. Há três tipos de câncer de pele, carcinoma basocelular (CBC), carcinoma espinocelular (CEC) e melanoma, o mais grave. Dependendo do diagnóstico, pode ser tratado com anestesia local e cirurgia simples no consultório, ou com radioterapia ou quimioterapia, sendo necessário o envolvimento de um oncologista.

Foto: Klaus D. Peter via Wikimedia Commons / CC BY 3.0 de

A Clínica de Dermatologia do Hospital das Clínicas está organizando mais uma edição da Campanha de Prevenção ao Câncer de Pele. Em 2018, foram 460 pessoas atendidas, sendo 62 o número de diagnósticos positivos com encaminhamento para tratamento. O especialista examina o corpo inteiro do paciente e, caso haja lesão suspeita de câncer de pele, a pessoa é encaminhada para biópsia e depois tratamento no HC.

A campanha acontece no dia 7 de dezembro, sábado, das 9h às 15h, no Prédio dos Ambulatórios do HC, 5º andar, Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 155, próximo ao Metrô Clínicas. É necessário apresentar documento original de identificação. O câncer de pele pode ser prevenido e, caso diagnosticado precocemente, tem 90% de chance de tratamento e cura.

Ouça a entrevista no player acima.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP, Faculdade de Medicina e Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.