Câmara de SP aprova anistia para obras irregulares

A medida atende as edificações residenciais e não residenciais com até 1.500 m²

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou o projeto que anistia imóveis irregulares na cidade, beneficiando cerca de 750 mil construções.

A medida atende as edificações residenciais e não residenciais com até 1.500 m², que precisam apenas fazer o cadastro pela internet, para regularizar, sem pagamento de taxa ou apresentação de documentação.

Os imóveis com mais de 1.500 m² passarão pelo processo normal com análise da Prefeitura. Apesar de ser uma medida com aspecto político a professora Raquel Rolnik, na coluna desta semana, em conversa com a repórter Sandra Capomaccio, alerta que o método não é novidade e vem sendo aplicado desde 1913.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Cidade para Todos.


Cidade para Todos
A coluna Cidade para Todos, com a professora Raquel Rolnik, vai ao ar toda quinta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •