Cabe ao Estado priorizar os interesses das crianças

A afirmação é da professora Eunice Prudente na sequência de suas análises sobre os direitos das crianças e dos adolescentes

A  professora Eunice Prudente dá prosseguimento à sua temática sobre os direitos das crianças. O Direito entende que, do 0 aos 12 anos incompletos, o brasileiro ainda é uma criança; dos 12 aos 18 anos, já é um adolescente, com direito, por exemplo, à informação e ao princípio do melhor interesse. Na armação desse arcabouço que fundamenta os direitos das crianças e dos adolescentes, buscou-se apoio em áreas como a Psicologia, a Saúde e a Antropologia.

“O núcleo social básico é a família”, lembra a colunista. Porém, cabe ao Estado priorizar os interesses e a defesa das crianças, “porque observa-se que, muitas vezes, atos violentos gravíssimos – ou muitas vezes omissos, de descasos para com a criança – ocorrem no âmbito da sua família”. Em situações como essas, também a escola assume um papel de suma importância, no sentido de assegurar o bem-estar da criança em sua relação com os familiares. Em casos extremos, a criança pode ser afastada da família e abrigada no seio de uma família substituta.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra do comentário da professora Eunice Prudente.


Educação e Direitos
A coluna Educação e Direitos, com a professora Eunice Prudente, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP. 

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •