Buscas sobre transtornos mentais no Google apresentaram alta de 98%

Para Christian Dunker, o aumento nas consultas ao Google não deve ser creditado somente à pandemia do coronavírus; outros fatores também podem ter contribuído para isso

 24/11/2020 - Publicado há 11 meses  Atualizado: 25/11/2020 as 21:53
Por

A pandemia trouxe uma grande insegurança e questionamentos para a população. Buscas sobre transtornos mentais na internet bateram recorde. Os números em 2020 apresentaram uma alta de 98% se comparados aos últimos dez anos, segundo dados fornecidos pelo Google ao jornal O Estado de S. Paulo. No entanto, na opinião de Christian Dunker, psicanalista do Instituto de Psicologia da USP, o aumento pode estar associado à covid-19 e à pandemia, mas outros fatores também podem ter contribuído para esse resultado.

Ele lembra que “pode ser posto em contexto um crescimento no número de transtornos e índices sensíveis de saúde mental que vinham acontecendo antes da pandemia. A saúde mental independe da nossa forma de vida, da maneira como falamos, desejamos e trabalhamos. Essa desatenção com aquilo que seria o estado anterior à formação de transtornos, o estado de sofrimento, pré-clínico em saúde mental redundou numa desprevenção, em uma falta de atenção com o que poderíamos chamar de cuidados básicos em saúde mental”.

A busca por informações relativas a transtornos mentais e estados de sofrimento é vista positivamente por Dunker. No entanto, ele destaca que “a forma como vamos encontrar na internet alternativas muito erráticas para lidar com isso pode expor a pessoa à reprodução daquilo que está induzindo, causando ou estendendo seu sofrimento”.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.