Buracos negros geraram ondas gravitacionais há 3 bilhões de anos

“Entender Estrelas” desta semana fala de um fenômeno que inaugurou uma nova área de conhecimento na astronomia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Um registro cósmico perseguido há mais de um século pelos cientistas foi encontrado pela segunda vez. Estamos falando das ondas gravitacionais, ondulações no tecido do espaço-tempo que podem ser detectadas no caso de eventos em que objetos extremamente massivos sofrem intensa aceleração, como é o caso do choque de buracos negros. A descoberta foi anunciada pelo observatório Ligo, sigla em inglês para Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser, que fica na Califórnia, Estados Unidos.

O professor João Steiner explica esse fenômeno – antes apenas uma previsão teórica – e tudo o que ele significa para a astrofísica. Ouça no áudio acima.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados