Brasil precisa aumentar os investimentos em ciência e tecnologia

Mayana Zatz defende que pessoas físicas tenham incentivo fiscal ao investirem em pesquisa

Nesta edição da coluna  Decodificando o DNA, a professora do Instituto de Biociências (IB) da USP, Mayana Zatz, fala sobre os destaques do Congresso da Sociedade Internacional de Pesquisas em Células-Tronco (ISSCR, em inglês), que este ano aconteceu em junho, na cidade de Los Angeles, Estados Unidos. Durante o evento, um trabalho do Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da USP foi premiado.

Com cerca de 4 mil membros de mais de 60 países, a ISSCR é uma organização formada por cientistas e médicos e se dedica à pesquisa com células-tronco e no desenvolvimento de novos tratamentos.

A professora comenta, ainda, sobre os recursos injetados em medicina regenerativa nos Estados Unidos, por meio de agências federais e estaduais, e faz um alerta:  “Se o Brasil não se mobilizar para aumentar os investimentos em ciência e tecnologia, perderemos o bonde de forma irreversível”.

Clique no áudio acima para ouvir a íntegra da coluna.


Decodificando o DNA
A coluna Decodificando o DNA, com a professora Mayana Zatz, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •