Pesquisa relaciona microbiota intestinal e comportamento de bebês

Estudo feito na Finlândia quer investigar a influência do ambiente e de fatores genéticos no desenvolvimento de crianças

Nos últimos anos, a comunidade científica tem dado bastante atenção à microbiota – conjunto de microrganismos que habita um ecossistema. Já se sabe, por exemplo, que alterações na microbiota estão associadas ao desenvolvimento de diabete tipo 2, doenças cardiovasculares, obesidade e câncer.

Na nova edição da coluna Decodificando o DNA, Mayana Zatz fala sobre uma pesquisa recente realizada na Finlândia. Os cientistas queriam saber se a microbiota intestinal teria relação com o temperamento de bebês. Os primeiros resultados fazem parte de um estudo de coorte – ferramenta de pesquisa a longo prazo em que o investigador observa, em uma população previamente definida, qual será a incidência de determinada doença – com 4 mil famílias, que vão ser seguidas desde a infância até a idade adulta.

Ainda nessa edição, a professora do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências (IB) da USP fala sobre as políticas do Ministério da Saúde para pesquisas em genética.

Ficou interessado? Ouça a coluna clicando no áudio acima.

Se quiser saber mais sobre a pesquisa citada por Mayana Zatz, clique aqui.


Decodificando o DNA
A coluna Decodificando o DNA, com a professora Mayana Zatz, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •